Ampulheta de Bolhas do Designer Japonês Norihiko Terayama

Uma ampulheta, por si só, já é algo instigante. Imagine então quando cai nas mãos e na mente de um designer talentoso, como é o caso de Norihiko Terayama, do Japão.

Então nasce esta incrível ampulheta de… bolhas!

O problema é que a gente perde mesmo um tempão olhando para essa belezura, chamada “Awaglass”. Mas a ideia parece ser esta mesmo, porque ela não tem nenhuma lógica certa para escoar de um lado para outro.

“Awa”, em japonês, quer dizer “bolhas”. Em inglês, ampulheta é “hourglass” (“hora de vidro”).

Designer Japonês Convida Você a Admirar a Beleza Simples e Poética de Sua Ampulheta de Bolhas







Lindo, hein?

Meu aniversário é em novembro.

E meus horários funcionam desse jeito aí.


Você Sabia? …

Ampulheta

O nome vem do romano ampulla (redoma).

A ampulheta é, como o quadrante solar e a clepsidra, um dos objetos mais antigos de medir o tempo. Também é conhecida como relógio de areia.

É constituída por duas âmbulas (recipientes cônicos ou cilíndricos) transparentes que se comunicam entre si por um pequeno orifício que deixa passar uma quantidade determinada de material em pó (historicamente areia) de uma âmbula para a outra – o tempo decorrido para o material passar de uma âmbula para a outra corresponde, em princípio, sempre ao mesmo período de tempo.  Eram frequentemente utilizadas em navios (onde se usavam ampulhetas de meia hora), em igrejas e, no início da utilização do telefone, servia, em alguns locais, para contar o tempo despendido numa chamada. Foi muito utilizada na arte para simbolizar a transitoriedade da vida. A morte, por exemplo, é muitas vezes representada como um esqueleto com uma foice numa das mãos e uma ampulheta na outra.  Wikipédia

Compartilhe com seus amigos, curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter!

 

Evelyn Heine

Autora infantil, formada em Jornalismo pela Cásper Líbero, trabalhou por mais de 10 anos na Editora Abril. Heine é responsável pelo conteúdo do site e blog “Divertudo”. Gosta de arte, design, música, literatura e tudo que envolve criatividade. Seu livro mais recente chame-se “Dois Gatos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *