3 Estudantes Criam Canudo Que Identifica Golpe do Boa Noite Cinderela

Susana Cappello, Carolina Baigorri e Victoria Roca são estudantes da Gulliver Preparatory School localizado em Pinecrest, Florida. Juntas, as garotas tiveram a ideia em um curso de empreendedorismo da escola, desejando melhorar a sociedade com um propósito útil que pudesse causar um impacto social positivo.

A concepção do produto é simples: um canudo contendo um reativo que fica azul quando posto em contato com componentes utilizados na composição do Boa Noite Cinderela como RohypnoI, zolpidem ou cetamina. Assim, devido à reação química, podemos saber se a bebida esta “batizada” ou não.

Em aparência, a invenção parece exatamente com canudos tradicionais encontrados em clubes noturnos, protegendo as vítimas tornando possível detectar golpistas e estupradores.

Para promover o projeto, um das criadoras explicou que “isso não põem fim ao estupro, mas o canudo pode reduzir o número de situações de risco causado pelo uso dessas drogas”.

Satisfeitas com a invenção, as três meninas desejam apresentar a sua patente ao mercado. Para isso, elas já estão em contato com um fabricante. E em breve vão lançar o projeto em um financiamento coletivo conhecido como crowdfunding para financiar o marketing dos canudos.

O canudo que as meninas criaram muda de cor em contato com a droga conhecida como Boa Noite Cinderela

O canudo que as meninas criaram muda de cor em contato com a droga conhecida como boa noite cinderela



O canudo que as meninas criaram muda de cor em contato com a droga conhecida como boa noite cinderela


O canudo que as meninas criaram muda de cor em contato com a droga conhecida como boa noite cinderela


O canudo que as meninas criaram muda de cor em contato com a droga conhecida como boa noite cinderela


O canudo que as meninas criaram muda de cor em contato com a droga conhecida como boa noite cinderela


O canudo que as meninas criaram muda de cor em contato com a droga conhecida como boa noite cinderela


O canudo que as meninas criaram muda de cor em contato com a droga conhecida como boa noite cinderela


Compartilhe com seus amigos, curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter!

Felipe Hack

Sócio fundador e idealizador do site Acta MUNDI. Autodidata, fascinado por tudo que envolve cultura artística, inovação e diversidade. Largou o gosto por jogos eletrônicos para se dedicar ao design gráfico 3D e empreendedorismo digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *