Abrigos de Bambu e Tubos de Papel Idealizados pelo Arquiteto Japonês Shigeru Ban

Os Abrigos de Bambu e Tubos de Papel idealizados pelo arquiteto japonês  Shigeru Ban foram reproduzidos no jardim do pátio da sherman contemporary art foundation (SCAF) em Sydney.

Ban usou tubos de papel em seu projeto de casas de emergência para as pessoas  desabrigadas, no Japão, depois do terremoto de 1995. Em outro projeto abrigos revestidos de bambu foram usados para abrigar as pessoas após o desastre de 2016, no Equador.

As duas estruturas são complementos de uma exposição apresentada dentro de galeria interior do SCAF, que documenta alguns dos mais importantes projetos de Shigeru Ban e sua dedicação aos esforços humanitários.

Arquitetos trabalham principalmente para as pessoas privilegiadas, pessoas que têm dinheiro e poder ‘, diz shigeru ban . ‘poder e dinheiro são invisíveis, então somos contratados para  criar arquiteturas monumentais. Gosto de fazer estes trabalhos, mas eu pensei que talvez pudesse usar a experiência e conhecimento para o público em geral, principalmente para aqueles que perderam suas casas em desastres naturais.’

há mais de 20 anos, Shigeru Ban transforma materiais baratos e de origem local em abrigos de emergência que fornecem alojamento temporário. Prestando consultoria para a ONU,  em 1995 ele pela primeira vez propôs abrigos feito a partir de tubos de papel. Então passou a evoluir e refinar seus projetos, que compreendem agora bambu, tecido, papel, e compósitos reciclados.

Entre os trabalhos do arquiteto japonês Shigeru Ban estão os Abrigos de Bambu e Tubos de Papel.
















O trabalho inventivo de Shigeru Ban  está em exibição até 01 de julho de 2017.

Compartilhe com seus amigos, curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter!

Ivar L Leite

Sócio fundador do site Acta MUNDI. Formado em Administração com ênfase em Análise de Sistemas. Apaixonado por tecnologia e inovação, adora cozinhar e vasculhar a internet. Ama gatos, ler e assistir séries na TV. Encontrou na Mídia Digital uma nova paixão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *