O Espirito de Nova Iorque na Década de 80 em Fotos!

Nascido e criado no Brooklyn em Nova Iorque, Jamel Shabazz tomou gosto por fotografia com 15 anos de idade, e passou a criar um registro incrível e vibrante da “The Big Apple” na década de 1980.

Inspirando-se nas obras de fotógrafos como Gordon Parks e Leonard Freed, Shabazz deu a seus trabalhos um olhar social. Foi percorrendo as ruas e metrôs de Nova Iorque, fazendo registros em imagens de diversos habitantes da cidade, especialmente as comunidades negras e hispânicas.

Ele clicou suas fotos com um olhar no futuro, na esperança de contribuir com a história e a cultura. Enquanto suas imagens transmitem uma sensação atemporal, elas também estão cheias de significados muito específicos de Nova Iorque naquela década. Como os desmedidos rádios gravador/reprodutor e AM/FM (boomboxes), a moda chamativa cheia de jóias além do metrô coberto de grafite.

Com uma carreira fotográfica bem sucedido com dezenas de exposições individuais internacionais, Shabazz tem mantido laços estreitos com a sua comunidade, através do voluntariado e trabalho com   crianças, defendendo a educação artística da juventude.

Nova Iorque a “Big Apple” em um registro fotográfico histórico e cultural
























IMAGEMS: JAMEL SHABAZZ/GETTY IMAGES

Compartilhe com seus amigos, curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

 

Ivar L Leite

Sócio fundador do site Acta MUNDI. Formado em Administração com ênfase em Análise de Sistemas. Apaixonado por tecnologia e inovação, adora cozinhar e vasculhar a internet. Ama gatos, ler e assistir séries na TV. Encontrou na Mídia Digital uma nova paixão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *